Pernambuco dá a largada pelo Nordeste Conectado com a REPEPE

2 agosto 2019
104 Views
Comments are off for this post

Lançado esta semana, o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste tem em suas pautas o projeto Nordeste Conectado, que visa conectar todos os estados da região por meio de fibra ótica para formar uma rede de internet de alta velocidade. Pernambuco já conta com a sua rede de fibra a ótica, a Rede Pernambucana de Pesquisa e Educação (Repepe), e larga na frente pela iniciativa. Foi exatamente sobre isso que o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, comentou em entrevista à rádio CBN recife, na manhã desta sexta-feira para o comunicador Mário Neto.

Tendo a primeira etapa concluída em 2018, a Repepe tem 1,3 mil quilômetros de fibra ótica, que vão do Recife até Araripina. “O Consórcio Nordeste é importante para integrar Pernambuco, que já tem a sua rede de fibra ótica instalada, a outros estados e melhorar a infraestrutura para a oferta de internet de alta velocidade, como a chegada de cabos submarinos para atrair empresas de datacenter. Temos um ambiente de inovação desenvolvido e, com a integração com os outros estados, elevaremos o nosso potencial”, declarou Aluísio.

O Investimento para a rede pernambucana foi de R$ 43 milhões, sendo que R$ 36,3 milhões vieram da iniciativa privada, sobretudo de provedores e empresas locais.”A rede de internet de alta velocidade já está surtindo efeito para a população. Os hospitais públicos da Região Metropolitana do Recife estão conectados à Rede; os provedores já oferecem os serviços; as instituições públicas têm à disposição, etc. Estamos avançando”, disse Lessa.

A Segunda fase, que prevê o lançamento das redes municipais, já foi inciada e o primeiro município a ganhar o anel municipal será Caruaru. A previsão de lançamento do anel municipal com 50 quilômetros de fibra óptica é agosto de 2019. No Recife, e Rede Ícone conta atualmente com 34 instituições e passará 80 pontos com conectividade em fibra óptica com velocidade de 1 a 10 Gbps. “Estaremos instalando em 35 escola de Referência em Ensino Médio da Região Metropolitana e iremos abranger 400 instituições em todas as regiões do Estado”, afirmou o secretário.