Edital Inova.EDU é lançado pela Facepe para formação de executores e multiplicadores dos Espaços 4.0

by Ailton Pedroza
1 mês ago
225 Views

Edital Inova.EDU é lançado pela Facepe para formação de executores e multiplicadores dos Espaços 4.0

Com um investimento de mais de R$ 1,42 milhão, a ação é uma iniciativa do Forma.AI

Já está disponível o edital de mais uma iniciativa do Programa de Capacitação em Habilidade do Futuro (Forma.AI). É o Inova.EDU lançado pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco – FACEPE, vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco – SECTI, em parceria com a Secretaria de Educação e Esportes – SEE.

O valor global disponível para essa chamada é de R$ 1.425.600,00. Serão estruturados Objetos Digitais de Aprendizado (ODAs) pelos professores formadores e concedidas bolsas, via Facepe, para docentes executores e estudantes da rede pública estadual – Escolas Técnicas Estaduais (ETEs) e Escolas de Referência em Ensino Médio (EREMs) – garantindo uma formação completa em tecnologias portadoras de futuro e a criação de uma rede de multiplicadores dessas novas habilidades e conhecimentos para os 22 Espaços 4.0 em todo o Estado.

O Inova.EDU, além de contribuir com a formação qualificada de recursos humanos, é estratégico no fortalecimento de ambientes/ecossistemas voltados para pesquisa e inovação no Estado de Pernambuco. Serão beneficiadas, diretamente, 138 pessoas, além de mais de 6.600 usuários dos Espaços 4.0, de forma indireta.

Os interessados devem realizar a submissão de propostas no sistema AgilFAP até o dia 25 de outubro. Dúvidas relacionadas ao edital, devem ser enviadas a Diretoria de Inovação da FACEPE, através do e-mail: inovacao@facepe.br.

Forma.AI – É o maior programa estadual de formação de pessoas para as habilidades de futuro da história de Pernambuco, estruturado para aprimorar a qualificação de recursos humanos em diferentes níveis de educação, de forma acelerada e  preferencialmente nos segmentos de maior intensidade tecnológica nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharias, Matemática e Computação (STEM+C – sigla originada do inglês Science, Technology, Engineering, Mathematics and Computing) que atenda às necessidades do mercado de trabalho, e, ao mesmo tempo, amplie as perspectivas profissionais e possa contribuir para mudanças na estrutura produtiva e social do estado.