Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação visita UPE para balanço do ano e projeções para 2021

by Ailton Pedroza
1 mês ago
155 Views

Em visita à Universidade de Pernambuco, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucas Ramos, afirmou nesta terça-feira (12) que a UPE deve se preparar para mais desafios em 2021, com uma demanda maior por inovação da parte do poder público e da iniciativa privada. “O próximo ano será melhor. Avançamos em pautas que estavam travadas e a própria pandemia de Covid-19 acelerou alguns processos”, destacou. Ele foi recebido pelo reitor Pedro Falcão, a vice-reitora Maria do Socorro de Mendonça Cavalcanti e pró-reitores.

A UPE completará 30 anos de fundação em 2021 com cerca de seis mil servidores – entre professores, profissionais de saúde e setor administrativo – e 17 mil alunos, incluindo programas especiais.

“Acredito muito no potencial da UPE”, disse o secretário, que recebeu demandas da reitoria a respeito de dificuldades que surgiram no próprio processo de crescimento da instituição de ensino superior, que conta hoje com oito campi espalhados em todo o estado. O crescimento na oferta de cursos gerou um déficit no quadro de professores. Atualmente, a necessidade é de realização de concurso para preencher 189 vagas.

Uma medida considerada urgente é a reestruturação de um quadro de carreira com recomposição salarial de todos os servidores da UPE. Outro ponto importante é a necessidade do cumprimento da lei que institui a gratuidade na universidade, com a liberação integral dos repasses baseados nos números de alunos.

Lucas Ramos reconheceu a necessidade de atualizar a legislação que criou a UPE em 1990 em função da expansão da instituição em todas as regiões do estado. Ele pediu que a reitoria apresentasse uma proposta para que a secretaria e a universidade encaminhem, no início de 2021, ao governo do estado. Como novidade, o secretário informou que UPE poderá contar, em 2021, com recursos do Fundo Inovar, que poderão financiar bolsas de pesquisa.

Na área de saúde, o complexo hospitalar da UPE conseguiu destaque neste ano na linha de frente no combate ao coronavírus. Quase mil funcionários foram contratados para reforçar o atendimento às vítimas de Covid-19 principalmente no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC). A universidade também avançou na obtenção de recursos para abertura de futuros novos serviços de saúde, como o setor de radioterapia no próprio HUOC, a Casa de Parto no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) e a hemodinâmica no Pronto-Socorro Cardiológico Universitário de Pernambuco (Procape).

O reitor Pedro Falcão, em nome de todos os integrantes do Conselho Universitário, agradeceu a parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, destacando que a intenção da comunidade acadêmica é retornar à sociedade, em forma de conhecimento, o que for investido na estrutura da universidade, que é um patrimônio de todos do estado.