Secti e Alepe firmam convênio para o compartilhamento da infraestrutura de transmissão da EPC

by Ailton Pedroza
2 semanas ago
78 Views

O aporte é de mais de R$ 400 mil anual

Nesta quinta-feira (10), o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucas Ramos, e o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Eriberto Medeiros, assinaram o convênio de compartilhamento da infraestrutura de transmissão da Empresa Pernambuco de Comunicação (EPC), órgão ligado a Secti. A iniciativa, que aconteceu na sede do poder legislativo estadual, vai permitir a divulgação do conteúdo produzido pela TV Alepe. O aporte é de mais de R$ 400 mil anual.

“O convênio assinado é uma forma de cooperação mútua, de poder expandir, por meio da infraestrutura da EPC, o sinal da TV Alepe e, da mesma forma, aproveitar as condições oferecidas pelo canal da Assembleia para divulgar o conteúdo que é produzido pela TV Pernambuco. De tal forma que, assim, ampliamos a atuação da TV PE no nosso Estado, alcançando mais lares, novas regiões, novas cidades e permitindo, inclusive, a universalização do sinal que é o desejo da nossa gestão. Alcançar a maior quantidade de lares pernambucanos”, disse o secretário Lucas Ramos, ao destacar que essa expansão do sinal está na programação prioritária de suas ações e requer investimentos por parte do governo pernambucano na ordem de R$ 4,7 milhões para a compra de equipamentos. “Assim que possível, lançaremos o edital autorizado pelo governador Paulo Câmara”, finalizou, Lucas.

“Uma empresa pública precisa interagir com vários atores da sociedade. E, justamente por isso, a Alepe é uma das partes importantes. Esse compartilhamento de infraestrutura é bom para ambas porque saem ganhando a TV PE e a TV Alepe”, disse o presidente da Empresa Pernambuco de Comunicação, Gustavo Almeida, ao explicar que, com a infraestrutura da EPC, a TV da Assembleia pode colocar no ar todo o conteúdo produzido por ela.

“Lucas já é bem conhecido aqui na nossa Casa. Ele sempre toma decisões arrojadas e importantes. Não está sendo diferente agora, como secretário de CT&I. Veio buscar parcerias, e como aqui também gostamos de trabalhar com ações conjuntas visando o desenvolvimento da população pernambucana, assinamos um acordo que vai levar mais informação para o povo”, disse Eriberto Medeiros, ao destacar que quando se trabalha junto os objetivos são atingidos mais rápido. “Era o que a gente precisava para colocar o conteúdo da TV Alepe no ar”, Explicou o presidente.

TV PE – No Recife, ela é transmitida pelo canal digital 46.1. Já em Caruaru, pelo canal digital 12.1 e, por fim, em Petrolina pelo canal digital 13.1. A TV PE ainda possui 20 transmissoras analógicas ao longo de todo o território de Pernambuco.

Confira aqui mais fotos