Ciência, Tecnologia e Inovação como base para parcerias entre Pernambuco e a Alemanha

by Aurino Rosendo
4 meses ago
280 Views

Para estabelecer uma ponte de cooperação entre Pernambuco e a Alemanha, sobretudo na área de Ciência, Tecnologia e Inovação, o secretário Aluísio Lessa, acompanhado de membros de entidades de CT&I, se reuniu, na manhã desta quinta-feira (24.10), na reitoria da Universidade de Pernambuco (UPE), com a cônsul geral da Alemanha para o Nordeste, Maria Könning, e o ministro-conselheiro para assuntos científicos e de intercâmbio acadêmico, Christian Stertz. O encontro foi uma oportunidade para apresentar aos diplomatas alemães o potencial tecnológico e acadêmico do Estado visando futuras parcerias.

Aluísio Lessa destacou os tópicos abordados e se mostrou otimista quanto à perspectiva de estabelecer acordos com o país europeu. ”Apresentamos as potencialidades do nosso ecossistema de inovação, exibindo as atividades do Parqtel e do Porto Digital. Na parte de pesquisa e saúde, mostramos as operações da Facepe, da UPE e das demais universidades do estado. É um evento que acontece às vésperas da ida do governador Paulo Câmara e de demais governadores do Consórcio do Nordeste para a Alemanha e a França. Esse é um casamento que estamos construindo com a Alemanha para trazer desenvolvimento para Pernambuco”, declarou.

Na ótica de Christian Stertz, o Estado reúne atrativo para um acordo de cooperação com a Alemanha. “As apresentações mostram bem que Pernambuco tem uma base excelente para uma cooperação, especialmente nas áreas de tecnologia, indústria 4.0, saúde”, salientou.

Maria Könning ressaltou que tem trabalhado para que o Nordeste se notabilize entre o empresariado do seu país. “Conseguimos trazer para o Nordeste neste ano, pela segunda vez em 40 anos, o Encontro Econômico Brasil-Alemanha, em Natal-RN. E Salvador-BA sediará o evento em 2021. Vamos repetir o evento na região para chamar a atenção do empresariado alemão para descobrir o Nordeste. Essa é a minha missão como Cônsul da Alemanha para a região”, destacou.

A reunião antecede as comemorações pelos 50 anos da Cooperação Tecnológico-científica Brasil-Alemanha. Neste sábado (26.10), vai haver uma recepção a autoridades do vice-ministro de pesquisa e educação, Thomas Rachel, no navio Meteor – que, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), monitora há 15 anos a alteração da corrente marítima do Atlântico Sul para o controle das mudanças climáticas.

O evento contou com as presenças de membros da SECTI; de diretores e da vice-reitora da UPE, Socorro Cavalcanti; da superintendente de negócios de inovação do Porto Digital, Mariana Pincovsky; do presidente da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE), Fernando Jucá; e o diretor do instituto Ageu Magalhães (Fiocruz), Sinval Brandão.