Secti participa da primeira oficina de Planejamento Estratégico da Rota de Tecnologia da Informação e Comunicação

by Marta Maranhão
6 meses ago
221 Views

A ação é promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e acontece na sede da Sudene

A primeira oficina de Planejamento Estratégico da Rota de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), acontece na Sudene, em Boa Viagem, até esta terça-feira (04), com rodadas de plenárias para definir o comitê gestor da ação, a validação das ações do projeto, o planejamento estratégico, o nome e área de abrangência do polo (influência do APL) e a construção da visão do futuro do mesmo.

Além das plenárias, até às 18h, representantes do Banco do Nordeste, do Porto Digital, da Sudene, do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Secti, também estarão divididos em grupos para construir e concluir o desenvolvimento do projeto.

Durante a abertura do evento, na segunda-feira (03), o Cientista-chefe do Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas de Pernambuco (Parqtel), Carmelo Filho, representando o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, apresentou a Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação, Documento lançada pela Secti, em 2018, com ações norteadoras para o setor de CT&I nos próximos cinco anos.

“Nosso objetivo é trazer um pouco da experiência da Secti, juntamente com a experiência do Porto Digital, que já vem desenvolvendo o setor há mais de 19 anos e aí, também, mostrar as plataformas propícias da inovação como o Parqtel e o Armazém da Criatividade apresentando, assim, as experiências de sucesso que temos nos Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) de Pernambuco”, explicou Carmelo.

O evento, que tem como objetivo construir o diagnóstico territorial e traçar uma estratégia de ação compartilhada, também visa elencar projetos que poderão ser desenvolvidos por integrantes do Polo, e que reunirá diversos produtores de inovação e de tecnologias da informação e comunicação.

Nos próximos meses, a expectativa é que a Rota da TIC seja ampliada. Além de Pernambuco e Paraná, o objetivo é que os Polos também sejam implantados no Distrito Federal e na Paraíba. Em paralelo, o MDR irá criar a Rota da Economia Circular. A previsão é que as oficinas para a instalação dos polos sejam iniciadas no segundo semestre deste ano.

Rotas da Integração – A Rota da TIC faz parte do programa Rotas da Integração Nacional, que atua com redes interligadas de Arranjos Produtivos Locais (APLs) buscando promover inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade de empreendimentos associados, a partir da coordenação de ações coletivas e iniciativas de agências de fomento. Atuam de acordo com diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) e são parte das estratégias do MDR para a inclusão produtiva e o desenvolvimento de regiões.