• Pernambuco pronto para alavancar negócios da Indústria 4.0

    31 maio 2019
    223 Views
    Comments are off for this post

    Em São Paulo, o governador Paulo Câmara e os secretários estaduais de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach e de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, dedicaram a quinta-feira (30.05) para divulgar o nome de Pernambuco para importantes empresários do setor automotivo e selar a parceria com o Inovabra Habitat, do Bradesco, que vai oferecer suporte às startups do Ecossistema de Inovação em negociações na capital paulista.

    “Quando se senta à mesa, quando se conversa, formam-se parcerias exitosas, que realmente fazem a diferença nos negócios, num ambiente como o que estamos vivendo. Para nós, é muito importante ampliar o sonho que Pernambuco tinha lá atrás, de ter um pólo automotivo. Um sonho que se transformou em realidade. A gente não quer ter apenas uma fábrica, mas um pólo de sistemistas. Temos uma parceria (com a FCA) que resultou num centro de pesquisas e desenvolvimento que pensa o futuro da indústria automobilística”, pontuou o governador,

    Após o encontro de negócios com representantes da Associação Brasileira dos Concessionários de Automóveis Fiat (ABRACAF), o governador Paulo Câmara participou, também da formalização da parceria entre o Porto Digital e o Inovabra/Habitat. A cooperação vai promover uma presença mais efetiva do ambiente de inovação pernambucano no parque tecnológico paulistano. O prefeito do Recife, Geraldo Julio, também esteve presente ao evento.

    O Inovabra Habitat foi criado pelo Bradesco para promover a geração de negócios baseados nas tecnologias que transformam o mundo de hoje. Abrangendo cerca de 20 setores da economia, a iniciativa tem incentivado a inovação de alto impacto e gerado valor para empresas e sociedade por meio da colaboração entre startups, consultores, mentores e investidores.

    O espaço tem capacidade para 180 startups e 50 empresas de tecnologia, divididos em 1.500 posições. Entre os eixos tecnológicos trabalhados pelo Bradesco no novo espaço estão Blockchain, Big Data e Algoritmos, Internet das Coisas, Inteligência Artificial e APIs e Plataformas Digitais.

    “Acreditamos muito na força de toda a cadeia produtiva dos negócios 4.0. A parceria entre o Porto Digital e o braço de inovação patrocinado pelo Bradesco já nasce colocando em contato 600 empresas de ponta na busca de soluções tecnológicas para o Brasil e o mundo”, destacou Paulo Câmara.

    Leia Mais
  • Prevupe prorroga inscrições

    29 maio 2019
    275 Views
    Comments are off for this post

    O curso Pré-vestibular da Universidade de Pernambuco (UPE), o Prevupe, prorroga as inscrições no período de 15/05 a 30/05/2019, com pagamento da taxa, no valor de R$ 35,00, até 31/05/2019, em horário bancário. Ao todo, são oferecidas 11.520 vagas para 38 municípios do Estado. As inscrições devem ser feitas no endereço eletrônico www.upenet.com.br.

    O curso, gratuito, tem o objetivo de reforçar e ampliar os conhecimentos dos alunos das escolas da rede pública de ensino e egressos que pretendem concorrer às vagas dos programas de graduação, cursos técnicos e tecnológicos, através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), vestibulares ou de outros processos seletivos.

    PREVUPE – Projeto de extensão da UPE que também se configura como uma estratégia de iniciação à docência para estudantes das licenciaturas da Universidade, e de outras IES públicas, pois, preferencialmente, são esses licenciados que atuam nas aulas do projeto, o que lhes garante uma mínima experiência profissional, essencial para sua formação como profissional.

    Em suas últimas versões, o Prevupe conta com o fundamental apoio do Governo do Estado de Pernambuco, que, através da Secretaria de Educação, firma uma grande parceira, uma vez que além de financiar o projeto, o direciona ao seu público, pois se destina aos estudantes e egressos da rede pública.

    Dessa forma, pode-se afirmar que o Prevupe enquanto projeto político/pedagógico se torna uma política pública pernambucana de inclusão, uma vez que, promove ações que potencializam uma educação básica de qualidade, permitindo que alcance todas as camadas sociais nas mais diversas mesos e microrregiões do estado de Pernambuco.

    Uma proposta construída com base na experiência e resultados dos anos anteriores, pautada sobretudo, nos instrumentos necessários para o desenvolvimento coletivo das lutas contra a apropriação privada da riqueza e do saber, situando a educação como política social do estado de Pernambuco.

    Leia Mais
  • Observatório da Sé tem programação especial para celebrar o fenômeno que revolucionou a Ciência Moderna

    28 maio 2019
    293 Views
    Comments are off for this post

    Há 100 anos, no dia 29 de maio de 1919, a visão do mundo e da Ciência foram  transformados por um eclipse.  A cidade cearense de Sobral foi o palco da observação deste fenômeno e levou Albert Einstein a declarar, alguns anos depois, em passagem pelo Rio de Janeiro: “O problema que minha mente formulou foi respondido pelo luminoso céu do Brasil”. O Observatório Astronômico do Alto da Sé se une ao Espaço Ciência para celebrar a data nesta quarta-feira (29).

    O Observatório abre em horário especial, a partir das 14h até 21h, para observações do céu, oficina de máscaras para observar o sol, atividades interativas sobre eclipses e projeções de vídeo. “A observação deste eclipse foi a comprovação da Teoria da Relatividade Geral de Einstein, que revolucionou nossa forma de ver o mundo e o cosmos. E foi o céu nordestino que garantiu isso”, afirma o diretor do Espaço Ciência Antonio Carlos Pavão.

    Segundo Einstein, tempo e espaço formam um único tecido, maleável, que pode ser distorcido ou se curvar sob efeito de corpos com muita massa, como o sol. A própria luz também tem sua trajetória desviada. A teoria havia sido publicada em 1916, depois de oito anos de estudos.  Mas, na época, quando vigoravam apenas os conceitos Newtonianos sobre a gravidade, a Teoria da Relatividade estava longe de ser aceita.

    Para comprová-la, seria necessário observar as estrelas que ficam bem próximas ao sol em um momento em que os raios solares não as ofuscassem. Um eclipse por exemplo. Depois, fotografá-las novamente quando já não estivessem sob efeito da gravidade solar. E comparar a trajetória.

    Durante vários anos, pesquisadores de vários países organizaram expedições para tentar acompanhar eclipses totais do Sol em cantos distintos do mundo. Todas fracassaram, até 1919.

    Dois pontos do mundo reuniam as condições ideais para esta observação:  a Ilha do Príncipe, na África; e a cidade de Sobral, no Ceará. Equipes da Sociedade Real Astronômica, da Inglaterra, foram enviadas aos dois locais. Na África, choveu. No Ceará, amanheceu nublado, mas os céus favoreceram a equipe comandada pelos ingleses Andrew Crommelin e Charles Davidson, em parceria com o Observatório Nacional.

    O eclipse teve início às 8h55 e durou cerca de cinco minutos e 13 segundos. Uma comissão brasileira, liderada pelo físico Henrique Morize, diretor do Observatório Nacional, fez as observações da corona solar enquanto que os norte-americanos Daniel Wise e Andrew Thompson fizeram as medidas do magnetismo terrestre e de eletricidade atmosférica. Bastaram cinco ou seis fotos para que se comprovasse: Einstein estava certo!

    Fotografias feitas dois meses depois, com as mesmas estrelas sem a influência do sol, foram comparadas com as de Sobral. Revelaram uma diferença de 1,75 segundo de arco, conforme tinha previsto Einstein. O anúncio foi feito em 6 de novembro de 1919, em Londres e, no dia seguinte, a notícia estampava as manchetes dos jornais por todo o mundo: a teoria de Einstein suplantara a do gênio britânico Isaac Newton.

    “É uma data marcante para a Ciência, no Brasil e no mundo. Em várias partes do país estão sendo realizados eventos e seminários, entre os quais um Encontro Internacional, na cidade de Sobral”, afirma Cleiton Batista, da coordenação do Observatório da Sé.

    CONFIRA O SITE DO CENTENÁRIO DO ECLIPSE DE SOBRAL

    CONFIRA O VÍDEO

    CONFIRA A CONVERSA SOBRE ASTRONOMIA APRESENTADA PELO DIRETOR DO ESPAÇO CIÊNCIA PARA O #TVPEnoAR

    Leia Mais
  • SADA planeja trabalhar na área de energias renováveis em SUAPE

    28 maio 2019
    161 Views
    Comments are off for this post

    O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Aluísio Lessa, esteve reunido, na manhã desta terça-feira (28.05), com o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach; o coordenador de Desenvolvimento de Negócios de Suape, Luiz Alberto Barros e o gerente regional da SADA – o maior grupo logístico da América Latina – Marcelo Loureiro, para tratar da ampliação da atuação do grupo em Pernambuco. Além da operação em Goiana, na fábrica da Jeep, a SADA planeja atuar no território de Suape, com energia renovável, pátio de automóveis e indústria metal-mecânica.

    Marcelo Loureiro destacou a iniciativa do Governo de Pernambuco em possibilitar a expansão da SADA. “Sabemos do trabalho do Governo para a atração de novos negócios e o desenvolvimento da sociedade pernambucana. O Estado está oferecendo condições favoráveis para a expansão das nossas atividades. Só tenho de agradecer pela atenção e a que a gente consiga prosperar”, declarou.

    Um dos grandes articuladores desta iniciativa, o secretario Aluísio Lessa comentou sobre os benefícios desta iniciativa. “O grupo SADA faz toda a operação logística da fábrica da Jeep e atua em diversas áreas. Temos o dever de oferecer boas condições para que a empresa amplie a operação em Pernambuco. Ampliando a atuação de uma empresa deste porte, seguramente as nossas ações resultarão na atração de mais negócios e geração de emprego e renda”, ressaltou.

    Leia Mais
  • Neurobots é vencedora do Prêmio Cisco Global Problem Solver Challenge 2019

    27 maio 2019
    224 Views
    Comments are off for this post

    Startup, incubada no Parqtel, leva o terceiro lugar e ganha 10 mil dólares

    A Neurobots, startup incubada no Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas de Pernambuco (Parqtel), foi uma das vencedoras do Prêmio Cisco Global Problem Solver Challenge 2019. Juntamente com outras empresas, ela ficou em “3rd runner up” (classificação específica do prêmio) e recebeu uma premiação no valor de $ 10 mil dólares.

    A iniciativa tinha por objetivo reconhecer novas ideias de negócios que aproveitassem a tecnologia para o impacto social de empreendedores estudantis em todo o mundo. Podiam participar estudantes e recém-formados de qualquer faculdade e ou universidade.

    Neurobots – A startup desenvolveu um braço robótico ou exoesqueleto que, controlado pelo cérebro, é capaz de estimular a reabilitação neurológica de pacientes que tiveram Acidente Vascular Cerebral (AVC).  Com o equipamento é possível reabilitar até mesmo os pacientes crônicos, com uma recuperação média da mão de mais de 30% em apenas duas semanas. O equipamento contou com o apoio dos laboratórios do Centro de Manufatura Avançada do Parqtel, em especial a impressora 3D.

    Leia Mais