• PARQTEL INICIA RESIDÊNCIA TECNOLÓGICA EM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

    30 janeiro 2019
    636 Views
    Comments are off for this post

    O curso tem como objetivo apoiar a formação de recursos humanos qualificados na área de inteligência artificial

    O Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas de Pernambuco (Parqtel) inicia nesta sexta-feira (1º de fevereiro) o Curso de Residência Tecnológica em Inteligência Artificial. As aulas serão ministradas no Centro de Manufatura Avançada do Parqtel, espaço que já conta com laboratórios preparados para as atividades de manufatura avançada. Inicialmente, o programa pretende formar 10 residentes, sendo oito alunos recém-formados e dois com mais de dois anos de experiência. Eles receberão, respectivamente, bolsas no valor de R$ 2.200 e R$ 3.000, custeadas pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) e a Fundação para Inovações Tecnológicas (FITec).

    O curso terá 10 meses de duração e objetiva formar profissionais com habilidades técnicas de inteligência artificial (IA) e competências para promover problemas práticos em empresas com atuação em tecnologia da informação e comunicação e manufatura avançada. A iniciativa representa mais um esforço do Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de ciência, tecnologia e Inovação (Secti), de estimular o desenvolvimento de recursos humanos qualificados e com foco no processo de transformação digital atualmente em curso. O programa de Residência Tecnológica em Inteligência Artificial é promovido a partir de um termo de cooperação técnica – o programa é multi-institucional – e conta ainda com a participação da Fundação para Inovações Tecnológicas (FITec), da Universidade de Pernambuco (UPE) e da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe).

    No Total o Programa conta com recursos de R$ 236 mil, sendo de R$ 140 mil com recursos oriundos do Tesouro Estadual, do orçamento da FACEPE, e R$ 96 mil pela FITec, repassados à FACEPE para complementação de bolsas.

    Com 360 horas aula, estão previstas atividades acadêmicas gerenciadas pela UPE, responsável pela formação teórica, e atividades de desenvolvimento tecnológico com foco em projetos reais apresentados por empresas, gerenciadas pela FITec. Os profissionais formados receberão um certificado de especialista em inteligência artificial (Lato Sensu).

     

    Leia Mais
  • Secti firma parceria com a Celpe para a instalação da Escola de Eletricistas em Centro Tecnológico

    24 janeiro 2019
    993 Views
    Comments are off for this post

    Ação terá 80 formandos nas áreas de elétrica predial, residencial, de linhas e de redes

    A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), fechou um acordo de cooperação com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), nesta quinta-feira (24), para a instalação da Escola de Eletricistas da concessionária dentro do Centro Tecnológico do Pajeú, localizado em Serra Talhada.

    O objetivo é incentivar a pesquisa para o desenvolvimento de soluções no âmbito de energias renováveis e eficiência energéticas para a melhoria da qualidade dos serviços e dos bens produtivos na região.

    A iniciativa ocorreu na sede da Celpe, na Boa Vista. Na ocasião, o secretário executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonildo Sales, esteve representando o secretário da pasta, Aluísio Lessa. A partir da ação, se espera oferecer capacitação gratuitamente, além de oportunidade de trabalho na Celpe e no mercado garantindo, assim, a geração de renda através da empregabilidade e o desenvolvimento econômico, social e urbano de Pernambuco.

    A expectativa é que, em maio deste ano, 54 alunos estejam formados no curso de eletricista predial e residencial e outros 26 concluam o curso em eletricista de linhas e redes, totalizando 80 estudantes formados.

    Centro Tecnológico do Pajeú – Localizado em Serra Talhada, desenvolve ações de fortalecimento ao Arranjo Produtivo da Caprinovinocultura. O CT Pajeú também promove ações de inovação no setor de serviços, do comércio e da construção civil e agora no setor de energias renováveis. As atividades se espalham também pelos municípios de Floresta, Santa Cruz da Baixa Verde, Mirandiba, Carnaíba e São José do Belmonte.

    Leia Mais
  • Segue aberta chamada pública contínua para projetos de inovação tecnológica no Parqtel

    21 janeiro 2019
    738 Views
    Comments are off for this post

    Segue aberta a chamada pública contínua do Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas de Pernambuco (Parqtel) para seleção de projetos no Programa de incubação de Projetos de Inovação Tecnológica (INBARCATEL). O edital pode ser acessado neste link .

    Podem participar do processo de seleção empresas públicas e privadas, associações sem fins lucrativos, institutos de ciência e tecnologia. Demais instituições brasileiras congêneres, devem ter foco no desenvolvimento de produtos e soluções inovadoras, estimulando práticas de inovação colaborativa, cujos produtos e soluções inovadoras resultantes visem apresentar potencialidade para dinamizar indústrias pernambucanas e aumentar sua competitividade ou apontar para oportunidades reais de inserção em mercados.

    Os PROJETOS selecionados serão desenvolvidos em um ambiente com suporte a serviços tecnológicos, como prototipação e ensaios de conformidade, devendo observar as normas, procedimentos e prescrições deste edital.

    Serão priorizados projetos que estejam alinhados com as áreas estratégicas do PARQTEL:

    •  Eletroeletrônicos;
    •  Desenvolvimento de sistemas embarcados;
    •  Equipamentos e soluções para setor automotivo;
    •  Geração e armazenamento de energias renováveis;
    •  Design e Modelagem de novos produtos resultantes de convergência dos setores de eletrônica, mecânica, Tecnologia, Informação e Comunicação – TIC e design;
    •  Automação de Processos Industriais na área de Eletroeletrônica e Metal Mecânica; Desenvolvimento e teste de equipamentos de telecomunicações;
    •  Desenvolvimento e teste de equipamentos médico-hospitalares, próteses e órteses.

    Interessados devem enviar a proposta, conforme instruções na chamada, para o e-mail: parqtel@secti.pe.gov.br

    SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
    ERRATA – CHAMADA PÚBLICA 003/2017 – SECTI

    Considerando o Edital da Chamada Pública 003/2017, referente seleção de projetos de Inovação Tecnológica para o Programa Incubadora do Parqtel (INBARCATEL), publicada no DOE em 06/01/2018, no item 7.4, onde se lê:

    1. f) Declaração de que nenhum dos dirigentes da instituição proponente: gerentes ou diretores sejam servidores públicos.

    Leia-se:
    f) Declaração de que nenhum dos dirigentes da instituição proponente: gerentes ou diretores sejam servidores públicos, dispensada nas hipóteses de empresas públicas, instituições de Ciência e Tecnologia Públicas e demais instituições brasileiras públicas e congêneres.

    Leia Mais
  • Governo de Pernambuco lança edição 2019 do programa PE no Campus

    14 janeiro 2019
    1025 Views
    Comments are off for this post

    Foto: Aurino Rosendo

    Para seguir auxiliando a jornada de estudantes que ingressam no ensino superior, o governador Paulo Câmara lançou, na manhã desta segunda-feira (14), no Palácio do Campo das Princesas, a edição 2019 do Programa PE no Campus. Iniciativa da Secretaria Estadual de Educação, o programa conta com o apoio de outras pastas, como a de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que teve o secretário Aluísio Lessa presente ao evento.

    Para este ano, o PE no Campus vai destinar apoio financeiro a mil estudantes de baixa renda, que estão distantes a pelo menos 50 quilômetros de suas cidades de origem, aprovados pelo Exame Nacional Ensino Médio (Enem), com 900 vagas, e pelo Sistema Seriado de Avaliação (SSA), 100 vagas. O aporte aos estudantes é de dois anos, sendo um valor mensal de R$ 950, no primeiro ano, e R$ 400, no segundo.

    Ciente da importância da educação para vida das pessoas e do fortalecimento do Enem para a democratização do ensino superior, Paulo Câmara citou os esforços do Governo do Estado que colocam Pernambuco com a melhor educação pública do Brasil:  “No nosso primeiro ano de gestão, apenas 40% das vagas nas universidades públicas de Pernambuco eram preenchidas com base na nota do Enem e, em um ano, fizemos com que 70% das vagas adotassem este critério. Estamos oferecendo uma educação que garanta a todos oportunidades iguais, buscando melhorar cada vez mais. Pernambuco é único estado que vem aumentando suas notas no IDEB desde que o índice foi criado. O nosso lema é contribuir para melhorar a vida do povo, por um estado cada vez melhor para se viver”, declarou.

    O secretário Aluísio Lessa afirmou que o PE no Campus é um programa essencial, e destacou que a secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) vai estar integrada com a secretaria de Educação para reforçar o apoio aos alunos: “É de suma importância ajudar estudantes das escolas públicas estaduais aprovados no Enem e no seriado da UPE com essas bolsas para se manterem longe de suas casas. Vamos trabalhar de forma integrada, através das escolas técnicas estaduais, e com as escolas de referência, junto à secretaria de Educação para beneficiar ainda mais os estudantes”, afirmou.

    Leia Mais
  • PE no Campus é uma parceria para que os jovens realizem seus sonhos, afirma Paulo Câmara

    14 janeiro 2019
    668 Views
    Comments are off for this post

    Programa vai beneficiar mil estudantes em todo o Estado, que poderão cursar

    uma faculdade em qualquer universidade pública do País

    O Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, participou nesta segunda-feira (14), do lançamento oficial da edição 2019 do Programa de Acesso ao Ensino Superior – o PE no Campus – no Palácio do Campo das Princesas. Na ocasião, o governador Paulo Câmara reforçou seu compromisso com a educação em todos os níveis, frisando a importância dos estudos para a realização de sonhos. Segundo ele, o programa é uma das formas diretas de o Governo auxiliar jovens de baixa renda, que concluíram o Ensino Médio, a cursar universidades públicas em todo o Brasil. “O Estado, neste programa, é parceiro dos nossos alunos para a realização de seus sonhos”, comemorou.

    De acordo com Paulo Câmara, levantamentos anteriores indicavam que apenas 40% dos alunos concluintes do ensino médio na rede pública conseguiam se inscrever em exames como o Enem e o Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da UPE. A maioria desistia de tentar um curso superior por falta de condições financeiras de se manter em universidades longe da sua terra natal. Hoje, a realidade é outra. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, o percentual de acesso às universidades públicas subiu para 70%, e de acordo com o secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio, a meta é elevar esse índice para 80%.

    “Muitas vezes esses sonhos precisam de apoio. É aí que o Governo do Estado vai ajudar, para que os estudantes possam sonhar com uma escola de qualidade. Mas, acima de tudo, para que possam sonhar ainda mais alto. E que a gente possa, ao longo dos próximos anos, criar mais programas, mais projetos, para dar mais oportunidades aos nossos estudantes”, afirmou o secretário Fred Amâncio.

    O Programa é voltado para estudantes de baixa renda da rede estadual aprovados em instituições públicas de ensino superior em Pernambuco ou nos demais Estados do território nacional, e atua com base em dois eixos: a preparação dos estudantes para os cursos e a oferta de apoio financeiro, com bolsas no valor de até R$ 950 no primeiro ano e de R$ 400 no segundo ano do curso. A quantia é destinada a ajudar nas despesas de manutenção dos estudantes longe de casa.

    Para concorrer ao PE no Campus, o candidato precisa ter cursado todo o ensino médio na rede pública estadual e ter concluído os estudos no máximo há cinco anos; ser atendido pelo Bolsa Família ou comprovar renda familiar inferior a três salários mínimos; ter residência fixa com distância igual ou superior a 50 km da universidade; e ter sido admitido em curso de graduação numa instituição de ensino por meio do Enem ou SSA realizado em 2018, com previsão de ingresso para 2019. As inscrições para o Programa podem ser realizadas a partir desta terça-feira (15), até o dia 23 deste mês, exclusivamente pelo site:www.educacao.pe.gov.br.

    A estudante do terceiro período do curso de Direito, Karoline Guerra, de 19 anos, é uma das beneficiadas pelo programa desde o primeiro edital, lançado no ano passado. Filha de uma costureira de Santa Cruz do Capibaribe, município do Agreste do Estado, Karol vê no programa mais que uma ajuda. “O Estado está investindo em mim, e eu vou devolver esse investimento em prestação de serviços para a sociedade quando eu me formar”, afirmou. Ela estudou na EREM Luiz Alves da Silva, e explica como se preparou para a seleção do programa, apesar das dificuldades.

    “Eu passava o dia inteiro na escola, que é integral, e à noite eu assistia aulas por meio de vídeos na internet, fazia resumos do que passou e ia estudando, fazendo simulados. Mesmo passando no vestibular, eu não sabia se minha mãe poderia me ajudar com as despesas. Quando eu fui contemplada no programa, eu tive certeza de que estaria na faculdade, e hoje eu estou sobrevivendo com a bolsa”, explicou. A estudante fez questão de deixar um recado para todos os alunos da rede pública estadual com condições de pleitear uma bolsa com o apoio do Governo: “Estudem! Vocês vão conseguir, e quando passarem no vestibular, saibam que aqui vocês não estão sozinhos”.

    Sonhar alto não é mais problema para os estudantes selecionados pelo PE no Campus. O aluno da Universidade de São Paulo (USP), Luiz Lourenço, de 18 anos, saiu de Timbaúba, Mata Norte de Pernambuco, para a maior capital do País, e fala com orgulho dessa conquista. “Eu acho que foi a melhor decisão da minha vida. Eu poderia ter me acomodado, mas fui para São Paulo, o centro financeiro do Brasil, e não me arrependo em nada. Fui com muito medo, com nada planejado, não sabia nem onde eu ia morar quando cheguei lá, mas deu muito certo”, comemorou. Estudante de Direito, ele reforça que a ajuda financeira do programa tem sido fundamental para a concretização do seu sonho. “Sem dúvidas, se eu não estivesse no PE no Campus, estaria muito, muito apertado”, concluiu.

    Estiveram presentes também na solenidade de lançamento da edição 2019 do PE no Campus, a vice-governadora, Luciana Santos, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, o chefe da Assessoria Especial, Antônio Figueira, os deputados João Campos (federal), Laura Gomes, Isaltino Nascimento, Paulo Dutra (estaduais) e representantes de instituições públicas estaduais e federais, entre outras autoridades.

    Leia Mais