• Secti inaugura telecentro na Escola Municipal Mizael Montenegro Filho

    29 setembro 2017
    395 Views
    Comments are off for this post

    Outras 24 unidades de ensino serão beneficiadas em mais sete municípios. O investimento que

    surgiu a partir de uma emenda parlamentar é de R$ 1,1 milhão

     

    A secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lúcia Melo, inaugurou, nesta sexta-feira (29), o novo telecentro de Olinda. Na ocasião, ela esteve acompanhada da deputada federal, Luciana Santos, e do secretário municipal de Educação, Paulo Roberto Silva. O espaço, que funcionará nas dependências da Escola Municipal Mizael Montenegro Filho, em Casa Caiada, teve um investimento de mais de R$ 39 mil.

    A partir de emenda parlamentar da deputada Luciana Santos, a iniciativa é uma parceria entre o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Secti. O investimento total é de R$ 1,1 milhão e vai beneficiar 25 escolas, em oito municípios. São eles: Olinda, Paulista, Sanharó, Custódia, Correntes, Pesqueira, Mirandiba e Chã de Alegria.

    A ação, que beneficia não somente os alunos, e sim os jovens, adultos e idosos moradores da comunidade próxima à unidade de ensino, visa ampliar o nível de conhecimento e informações do público beneficiado. A ideia é que, na unidade, sejam oferecidos cursos básicos de informática, oferecendo oportunidade de comunicação e interação entre as pessoas e melhorando a capacidade de articulação de grupos e entidades locais.

    A unidade beneficiada recebeu equipamentos e mobiliários. Além de computadores, também foram entregues: Roteador, impressora, projetor multimídia, câmara, tela de projeção, televisor, ar condicionado, mesas e cadeiras.

    “Os telecentros foram concluídos e estão todos sendo entregues. Gostaria de registrar o potencial transformador dessas estruturas. Mas elas não transformam sozinhas. Precisamos agora seguir com a banda larga para garantir conectividade, que é a porta de entrada para a troca de conhecimento e aprendizagem”, destacou, a secretária Lúcia.

    “Acredito que é no contato com os pais, professores e crianças que podemos fazer as verdadeiras transformações. Essa inauguração é símbolo de um processo de inclusão digital, que hoje é mais do que nunca, necessária. Não haverá possibilidade de desenvolvermos o conhecimento sem não usarmos as novas tecnologias”, explicou, Luciana Santos.

     

    Leia Mais
  • Secti realiza 1º Reunião do Comitê Gestor da REPEPE

    27 setembro 2017
    543 Views
    Comments are off for this post
    Ação visa alavancar ações para a implementação da rede no Estado
     
    A 1ª reunião do Comitê Gestor da Rede Pernambucana de Pesquisa e Educação (REPEPE) aconteceu, na manhã desta quarta-feira (27), na sede da Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação (Secti). Acompanhada do secretário executivo, Leonildo Sales, a Secretária de Ciência Tecnologia e Inovação, Lúcia Melo, recebeu o presidente da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Eduardo Grizendi, além de representantes de outros órgãos e secretarias parceiras, a exemplo do Ministério Público, da Secretaria Estadual de Educação, e da Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI).
     
     
    Na reunião, que teve por objetivo alavancar ações para a implementação da REPEPE em Pernambuco, foi deliberado o ingresso de novos membros no comitê, como a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Secretaria de Defesa Social (SDS), além do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que confirmará a presença.
     
    “Vamos esperar a manifestação de interesse de outros órgãos também. Somos uma secretaria de área meio e estamos aqui para transformar conhecimento, aperfeiçoa-lo ao ponto de excelência fazendo com que o estado cumpra a sua função”, disse Lúcia Melo, aos presentes. 
     
    Grizendi explicou que é preciso unir forças para que Pernambuco possa implementar e alavancar o REPEPE. “Juntos podemos construir justificativas para conseguirmos chegar em todos os pontos do estado”, destacou. A implantação do Comitê Gestor faz parte do cumprimento do decreto que institui a REPEPE. Durante a reunião, foi aprovada a realização de um workshop, no fim de outubro, para que os trabalhos técnicos tenham sequência, visando o detalhamento da operação e manutenção da rede. 
     
    A REPEPE é a primeira rede estadual associada a nova configuração da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que interligará – a partir de internet de alta velocidade (1 a 10 Gigabytes) – 20 municípios do estado, podendo alcançar cerca de 400 entidades até 2018. Com isso, o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), estimula a aceleração da inovação e da competitividade econômica baseadas em cooperação e conhecimento.
     
     
    Estratégia – A iniciativa faz parte da Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação para Pernambuco 2017-2022 (ECTI-PE), documento criado pela Secti para guiar as políticas públicas da área de CT&I. Alinhada à Estratégia, a REPEPE tem como diferencial um modelo de negócio inovador, baseado em parcerias público-privadas voluntárias, propiciando, inclusive, a redução de custos e o compartilhamento de benefícios.
     
    O convênio, que tem parceria com a Celpe, RNP e Secti, prevê a instalação de equipamentos no valor de R$ 10 milhões, garantindo que o projeto alcance 1.175 km, percorrendo 10, das 12 regiões de desenvolvimento do Estado.
    Leia Mais
  • Pregão para equipamentos de digitalização da TV PE é publicado

    27 setembro 2017
    543 Views
    Comments are off for this post

    Avançando no cronograma de digitalização da TV Pernambuco, foi publicado no Diario Oficial do Estado o aviso de licitação para fornecimento de equipamentos de exibição digital, armazenamento, publicação e grafismo, incluindo a instalação e ativação. As exigências do edital estão de acordo com as normas do Sistema Brasileiro de TV Digital vigentes para atender ao processo de digitalização do Centro Exibidor da TV PE, em Caruaru, conforme condições e quantidades especificadas no termo de referência.

    O valor máximo aceitável da licitação é de R$ 1.285.916,66. A entrega das propostas deve ocorrer até 6 de outubro, às 9h, e o pregão eletrônico terá início às 9h15. O edital na íntegra está disponível nos sites www.compras.pe.gov.br e www.licitacoes.pe.gov.br. A aquisição faz parte do processo de transição do sistema de televisão analógico para o digital.

    O orçamento de R$ 4,2 milhões está garantido para todo o processo de digitalização da TVPE de Caruaru (geradora do sinal) e do Recife (retransmissora). Após a instalação dos novos equipamentos, os testes de adequação ao novo sistema serão iniciados. A mudança proporcionará acesso a uma programação de mais qualidade, educativa, científica e cultural.

    Enquanto estiver em processo de digitalização de sua infraestrutura, a TV PE está sendo exibida em sinal digital no canal da TV Alepe, o 28.2, a partir de um acordo de cooperação técnica entre o Estado e a Assembleia Legislativa de Pernambuco. Quando a transição estiver totalmente concluída, a TV PE retornará para o canal 45.1.

    Leia Mais
  • Manifesto da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação –Secti, em apoio à Sociedade Brasileira de Computação – SBC

    26 setembro 2017
    487 Views
    Comments are off for this post

     

     A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) de Pernambuco manifesta apoio à Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e a sua moção contrária ao anteprojeto de Resolução nº 005/2017 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea). A proposta solicita a discriminação das atividades e competências do profissional Engenheiro de Software e a inserção do respectivo título na Tabela de Títulos Profissionais do Sistema Confea/Crea para efeitos de fiscalização do exercício profissional.

    Entendemos que a proposta não resultará em ganhos para o setor da Computação, considerando sua característica já consolidada de formação profissional multidisciplinar, atestada ainda por grandes contribuições que, muitas vezes, independeram da formação. Além disso, em sua origem, a área beneficiou-se da formação de engenheiros, matemáticos, administradores e físicos, apenas citando alguns, que atuaram com competência, criatividade e destreza no desenvolvimento da Computação Brasileira.

    Outro ponto relevante, neste momento de profundas transformações na sociedade, é que a multidisciplinaridade passou, inclusive, a ser uma exigência para atender a demanda por novas e, cada vez mais, sofisticadas aplicações. Para termos bases férteis de multidisciplinaridade e alcançar os melhores resultados, o desenvolvimento e o uso da tecnologia da informação não devem ficar restritos a uma classe de cidadãos.

    Por fim, reiteramos que todos os cursos da área de Computação fixados nas Diretrizes Curriculares aprovadas (CNE/CES nº 5/2016) desenvolvem, em menor ou maior grau, competências para o desenvolvimento de software e sistemas complexos, já não sendo restrito aos cursos com a denominação de Engenharia de Software. 

     

    Recife, 26 de setembro de 2017

     

    Lucia Melo

    Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco

    Leia Mais
  • INSCRIÇÕES prorrogadas PARA A INCUBAÇÃO DE PROJETOS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO PARQTEL

    25 setembro 2017
    407 Views
    Comments are off for this post

    Cadastro pode ser feito até o dia 02 de outubro. Serão priorizados projetos que estejam alinhados com as áreas estratégicas, entre eles, Eletroeletrônicos, Equipamentos e soluções para setor automotivo

     

    As Inscrições para a incubação de projetos de inovação tecnológica do Parqtel foram prorrogadas. O cadastro que, antes poderia ser feito até o dia 14 deste mês, agora pode ser realizado até às 17h, do próximo dia 02 de outubro. A ação faz parte do programa Incubadora Parqtel de Projetos de Inovação Tecnológica (INBARCATEL).

    O edital está disponível no portal de licitações do Governo de Pernambuco e pode ser acessado aqui. Podem participar da chamada pública 02/2017 empresas públicas e privadas, associações sem fins lucrativos, institutos de ciência e tecnologia. Demais instituições brasileiras congêneres devem ter foco no desenvolvimento de produtos e soluções inovadoras, estimulando práticas de inovação colaborativa, cujos produtos e soluções inovadoras resultantes visem apresentar potencialidade para dinamizar indústrias pernambucanas e aumentar sua competitividade ou apontar para oportunidades reais de inserção em mercados.

    Os projetos selecionados serão desenvolvidos em um ambiente com suporte a serviços tecnológicos, como prototipação e ensaios de conformidade, devendo observar as normas, procedimentos e prescrições do edital.

     

    Serão priorizados projetos que estejam alinhados com as áreas estratégicas do PARQTEL:

    1. a) Eletroeletrônicos;
    2. b) Desenvolvimento de sistemas embarcados;
    3. c) Equipamentos e soluções para setor automotivo;
    4. d) Geração e armazenamento de energias renováveis; e) Design e Modelagem de novos produtos resultantes de convergência dos setores de eletrônica, mecânica, Tecnologia, Informação e Comunicação – TIC e design;
    5. f) Automação de Processos Industriais na área de Eletroeletrônica e Metal Mecânica; Desenvolvimento e teste de equipamentos de telecomunicações;
    6. g) Desenvolvimento e teste de equipamentos médico-hospitalares, próteses e órteses.

     

    PARQTEL – É um ambiente em desenvolvimento. Uma cadeia de inovação que, atualmente, trabalha com 6 incubadoras, das quais, três são startups. O objetivo é oferecer infraestrutura para que cada um possa se desenvolver de forma adequada. Ano passado, durante a realização do Demoday 100 Open Startups, quem obteve destaque foi a Senfio e a Pickceles, que atuam, respectivamente, na conservação de medicamentos, vacinas e células-tronco e no diagnóstico automatizado de doenças infecciosas

    Este ano, quem esteve em evidência na etapa regional do Demoday 100 Open Startups foi a Neurobots, também incubada no Parqtel. Na ocasião, ela apresentou um exoesqueleto feito pela impressora 3D que pode ser controlado pelo cérebro e estimular a reabilitação neurológica de pacientes que tiveram Acidente Vascular Cerebral (AVC), através de técnicas que exercitam diretamente a fonte do problema: o cérebro.

    Leia Mais