• Começam inscrições de projetos na 23ª Ciência Jovem – Feira Internacional de Ciências de Pernambuco

    31 julho 2017
    765 Views
    Comments are off for this post

    Tem início nesta terça, 01 de agosto, as inscrições definitivas de projetos para a 23ª Ciência Jovem – Feira Internacional de Ciências. A Feira, que é promovida pelo Espaço Ciência, órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, tem a expectativa é reunir 270 trabalhos de todo o Brasil e de outros países entre os dias 9 e 11 de novembro. As inscrições devem ser feitas, até 31 de agosto. Já as feiras afiliadas tem até o dia 15 de agosto para inscrever projetos.

    Cada escola pode apresentar dois projetos, desde que em categorias diferentes. São cinco categorias: Iniciação à Pesquisa, para alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental (1º ao 5º ano); Divulgação Científica dirigida ao Ensino Fundamental (6º ao 9º ano); Incentivo à Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, para estudantes de Ensino Médio; e Francis Dupuis, para projetos internacionais.

    Os projetos devem ser representados por um professor e dois alunos. As 48 feiras que registraram sua afiliação podem indicar até três projetos.foto-ciencia-jovem-valendo-2

    Todos os projetos passarão por um processo de seleção, realizado por um Comitê que avaliará o cumprimento das normas de inscrição e das regras de pesquisa; adequação do trabalho aos objetivos da categoria; apresentação de todo o material e informações solicitadas; criatividade e inovação; conhecimento científico do problema; maneira como foram levantados os dados e conduzido o projeto; profundidade da pesquisa; e clareza de apresentação na documentação do projeto.

    A lista dos 270 projetos selecionados será divulgada pelo site e fanpage do Espaço Ciência no dia 20 de setembro.

    A Ciência Jovem inclui, ainda, a categoria Educação Científica, voltada para professores. Os projetos terão o formato de relato reflexivo de uma experiência pedagógica vivenciada pelo professor com alunos da educação básica e ensino técnico profissionalizante, e serão expostos na forma de pôster. Poderá se inscrever apenas um professor por projeto.

    Inscrições para os projetos gerais aqui

    Inscrições para os projetos (feiras afiliadas) aqui

    Leia Mais
  • Ações de CT&I levam qualificação e competitividade ao Agreste pernambucano

    28 julho 2017
    413 Views
    Comments are off for this post

    A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) está presente em Caruaru e nos demais municípios do Agreste pernambucano a partir de ações bastante diversas, concentradas na formação qualificada de pessoas, disseminação da ciência e geração de maior criatividade e competitividade econômica. Em 2015 e 2016, a Secti direcionou iniciativas orçadas em R$ 12,2 milhões à região, atendendo a demandas do setor de confecção e outros empreendedores criativos, estudantes e sociedade de forma geral. Até 2018, mais R$ 14 milhões serão investidos em programas e ações como o CT da Moda, o Armazém da Criatividade, além de bolsas de pesquisa e contratação de professores, ações de difusão científica, entre outros.

    O setor de confecção da região vem sendo beneficiado pelo Programa de Produção e Difusão de Inovações para Competitividade de Arranjos Produtivos Locais (ProAPL/BID), que visa articular iniciativas para melhorar as condições de trabalho, a produtividade e a renda da população. Para o APL de Confecção está sendo destinado um investimento aproximado de R$ 3 milhões neste ano, incluindo a aquisição de máquina de corte automatizada (R$ 1,6 milhão), que será licitada no início de agosto.

    O APL de Confecção também será beneficiado pelo projeto REPEPE, que levará conectividade ao interior do estado, favorecendo a troca de conhecimento e a produção de inovação, como parte da estratégia do Programa, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Através do Itep, a Secti também destinou R$ 1,4 milhão ao CT da Moda nos últimos dois anos, possibilitando a incubação de 15 empresas e a realização de 10 cursos técnicos para a região.

    Ainda na linha de reforçar a capacidade tecnológica e induzir novas dinâmicas econômicas baseadas em criatividade, empreendedorismo e inovação, como orienta a Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação para Pernambuco, o Armazém da Criatividade propiciou, em 2015 e 2016, mais de 350 pessoas qualificadas, seis startups, 37 eventos de fomento à inovação e empreendedorismo, entre outras ações voltadas à educação, trabalho e crédito. O investimento em 2015/2016 foi de R$ 3,7 milhões, recurso que recebeu um incremento e será de R$ 8 milhões até 2018.

    Estimulando a vida acadêmica e científica, a Facepe investiu R$ 2,1 milhões entre 2015 e 2016. O financiamento foi, principalmente, direcionado a bolsas de mestrado, doutorado, iniciação científica e acadêmica a partir do campus da UPE em Caruaru, além de auxílios para projetos de pesquisa e participação de eventos científicos.

    Difusão científica – Caruaru recebeu também a Caravana da Inovação, além de ter sido contemplada com eventos de popularização da ciência a partir da diretoria de difusão científica da secretaria, o Espaço Ciência. Em 2015 e 2016, 48 escolas da região participaram do Ciência Jovem, feira internacional que reuniu uma média de 850 participantes, além de sediar Ciência Móvel, que passou também por outros 13 municípios da região.

     

    Leia Mais
  • Workshop termina com avaliação positiva dos representantes do RIS3

    28 julho 2017
    410 Views
    Comments are off for this post

    Evento teve duração de dois dias e aconteceu em Caruaru e Recife

     

    Os dois dias do Workshop – Promoção da Inovação nos Setores Selecionados de Confecção e TI-Automotivo foi de bastante trabalho, em Caruaru e no Recife, com a formatação de pontos prioritários debatidos pelos atores envolvidos durante o evento. Os participantes discutiram os obstáculos e os caminhos para fortalecer a cadeia produtiva das temáticas citadas e, na sequência do projeto, os destaques serão apresentados às autoridades.

    2017_07_27-workshop-ris3-recife-web-04No último dia de evento, a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lúcia Melo, fez uma explanação sobre a Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação para os próximos cinco anos. Na ocasião, ela destacou que é preciso buscar parcerias para que, em conjunto, se consiga alcançar os objetivos para o estado. “Aqui, estamos reunidos para elaborar uma carteira de projetos estruturadores que mobilize os atores e promova alianças para a inovação”, disse a secretária, ao destacar que o intuito é fortalecer os territórios inovadores nas diversas regiões por meio da promoção e da articulação dos atores locais e conexões nacionais e internacionais.

    O segundo dia do evento foi voltado ao setor de TI-Automotivo e aconteceu na sede da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), contando também com representantes do Ministério da Integração e da União Europeia. “Acho que foram dois dias bastante produtivos. Vamos juntar aquelas propostas que se destacaram e apresentar as autoridades”, disse o professor da Universidade de Lisboa, Manuel Laranja, que estava representando a União Europeia. Entre os tópicos discutidos dois obtiveram destaques: a necessidade das universidades trabalharem a favor do desenvolvimento da tecnologia e da indústria e o financiamento de projetos em comum entre o estado e a indústria.  2017_07_27-workshop-ris3-recife-web-39

    RIS 3-PE – O Workshop foi uma ação do RIS3-PE – Estratégias de Especialização Inteligente em Territórios Inovadores Selecionados do Estado de Pernambuco, que é coordenado pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-US, Portugal) e financiado pela Direção Geral de Política Regional da Comissão Europeia (DGREGIO), com o apoio do Joint Research Centre (IPTS-JRC).  O projeto é um piloto para a implementação das RIS3 no Brasil. As Estratégias de Pesquisa e Inovação para a Especialização Inteligente ou RIS3 (em inglês, Research and Innovation Strategies for Smart Specialization) são ferramentas utilizadas nas políticas de desenvolvimento regional da União Europeia, constituindo-se metodologia de referência para promover mudanças estruturais das economias regionais baseando-se em conhecimento e inovação, inclusive em regiões fora da Europa.

    Leia Mais
  • Secti reúne representantes do setor de TI-Automotivo nesta quinta (27)

    27 julho 2017
    364 Views
    Comments are off for this post

    Evento terá início, às 14h30, na sede da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação

     

    Representantes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Ministério da Integração e União Europeia participarão nesta quinta-feira (27), a partir das 14h30, da segunda rodada do Workshop para a Promoção da Inovação nos Setores Selecionados de Pernambuco em TI-Automotivo.

    Na quarta-feira (26), eles estiveram reunidos com os atores do mundo da moda e da confecção, em Caruaru, no Agreste, no Armazém da Criatividade. Durante à tarde, depois de uma explanação sobre a Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação, apresentada por Jurema Regueira, gestora de Projetos Mobilizadores, os presentes se dividiram em dois grupos: Eficiência nos Processos Produtivos para Alcançar Novos Mercados (Nacional e Internacional) e Aproximação do Potencial Científico e Tecnológico ao Setor de Confecções, Incluindo Soluções de Sustentabilidade Ambiental. O objetivo foi discutir pontos que levassem à melhoria do setor de confecção para a cidade e região.

    “Gostei da iniciativa e achei importante para o desenvolvimento da economia do estado. Agora temos a esperança de que, daqui, saia um fluxo para o setor de confecções”, disse o participante, Hermano Cabral, professor de Eletrônica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

    Entre os pontos necessários para o desenvolvimento do setor, os presentes destacaram a necessidade da formação qualificada de talentos e capacitação contínua para o trabalho nas indústrias, além da aquisição de equipamentos mais modernos, que ajudem no desenvolvimento e inovação do setor.

    O professor da Universidade de Lisboa, em Portugal, Manuel Laranja, representante da União Europeia, estava satisfeito com o resultado do evento. “Tivemos uma excelente aderência. As pessoas colaboraram e, juntos, conseguimos construir um conjunto de ideias valiosas e importantes que, agora, serão transmitidas para as autoridades”, destacou.

    O Workshop faz parte do RIS3-PE que busca, principalmente, identificar e mobilizar os recursos regionais de CT&I, analisar as necessidades de apoio à inovação em cada setor, aplicar os conceitos de especialização inteligente e descoberta empreendedora.

    O RIS3-PE é coordenado pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-US, Portugal) e financiado pela Direção Geral de Política Regional da Comissão Europeia (DGREGIO), com o apoio do Joint Research Centre (IPTS-JRC).

    Leia Mais
  • Pernambuco tem startup mais atraente do Brasil

    27 julho 2017
    661 Views
    Comments are off for this post

    Incubada do Parqtel, a PickCells, é destaque entre 132 empresas no evento Demoday InovAtiva

    A PickCells, incubada no Parqtel, segue obtendo destaque no cenário brasileiro de startups. O título mais recente de empresa mais atraente do Brasil neste primeiro semestre foi concedido no Demoday InovAtiva, que teve 14 startups selecionadas entre 132 finalistas. Dessas, a PickCells foi a única representante de Pernambuco no ranking, classificando-se na categoria impacto.

    A startup pernambucana atua com diagnósticos automatizados e faz parte do Programa Incubadora Parqtel de Projetos de Inovação Tecnológica, o Inbarcatel, que está com chamada pública para incubação de novos projetos. O estímulo a mais startups e à aceleração dessas empresas fazem parte da Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação para Pernambuco 2017-2022, criada pela Secti.

    Durante o evento Demoday, o Fb Start, programa de aceleração do Facebook, também selecionou 14 vagas para empresas finalistas do InovAtiva Brasil, que produzem ou pretendem produzir apps móveis. Entre as vantagens estão mentorias com funcionários do facebook e também benefícios de US$ 80 mil para cada empresa.

    As startups selecionadas como as mais atraentes foram: TIC – Soluções B2B, Big Data e IoT: BirminD Otimização Industrial e Incentiv São Paulo; TIC – Setor Financeiro, Logística, Mídia e Serviços: Mercatório (MG) e CaptaMoney (MG); Produtos e soluções B2C, Comércio Eletrônico e Varejo: STANDOUT (SP) e eMercado (AM) Educação e Acessibilidade: Enem Game Premium (ES) e Redação Online (SC) Saúde, Biotecnologia, Química e Agronegócios: Surface (SP) e Pickcells (PE); Soluções para indústria, infraestrutura e construção civil, energia, telecomunicações e automotivo: Safe Trace S/A (MG) e Enercred (MG).

    Retrospectiva – No início deste ano, a Senfio e a PickCells, ambas startups da Inbarcatel, foram classificadas nas posições 45ª e 62ª, respectivamente, do ranking divulgado pelo movimento “100 Open Startups”. Posteriormente, a Senfio, empresa de Internet das Coisas incubada no Parqtel, ficou em 6ª colocação no Top 10 da Open Innovation Week, um dos principais eventos de empreendedorismo e inovação do país (confira aqui).

    Leia Mais