• FACEPE aprova cinco propostas na 3ª rodada do PEPE

    30 maio 2016
    706 Views
    Comments are off for this post

    A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco – FACEPE – divulga as cinco propostas aprovadas para o edital 23/2014 – Pesquisador na Empresa de Pernambuco – PEPE 3ª rodada, totalizando mais de R$900 mil reais em investimentos. As empresas foram a Daccord Music Software, Audio Alerta LTD, Francisco de Andrade Pessoa ME, Escribo S.A., Callere Soluções e Comercialização em Informática Ltda. Para a contratação das propostas deve ser apresentado, em até oito dias após a publicação do resultado, uma cópia impressa dos documentos solicitados.

    O projeto da Daccord Music Software pretende desenvolver produtos de alto impacto através da criação de novas interfaces de áudio e música com uma tecnologia de base que interaja com diversos tipos de componentes físicos. Além disso, também deverá criar três produtos usando esta tecnologia nas áreas estratégicas em que trabalha educação musical, a indústria da música e o varejo de tecnologia musical.

    Com a Plataforma ECO (Expansão da Capacidade de Ouvir), a Audio Alerta LTD pretende produzir um produto que seria um sensor com vários microfones e um software capaz de focalizar sons e amplificá-los, atenuando os demais sons produzidos ao redor. A plataforma permitirá, por exemplo, que um policial em uma central de videomonitoramento escute o diálogo entre um suspeito e uma vítima, ao vivo, mesmo que a conversa esteja ocorrendo em ambiente altamente ruidoso.

    O projeto da Francisco de Andrade Pessoa ME é o desenvolvimento de uma cadeia produtiva do cavalo marinho para a produção de uma quantidade significativa respondendo, até o fim do projeto, por Leo menos 20% do total exportando pelo Brasil para outros países.

    Já que a execução de livros em tablets ou smartphones mudaram a indústria editorial, a Escribo S.A desenvolve a Plataforma de Livros Educacionais Digitais (LED), batizada de Lector, capaz de desbancar gigantes do mercado, viável de ser produzida no Brasil e com ótimo potencial para ser exportada e usada hoje em grandes editoras nacionais.

    Em uma estratégia multimodal, a Callere Soluções e Comercialização em Informática Ltda combina diferentes tecnologias para detecção de fraudes e a verificação da integridade dos documentos de identificação digitalizado com análises da imagem, verificação de assinaturas, estimação da idade da fot, cruzamento de dados de diversas fontes e avançadas técnicas de processamento e reconhecimento de padrões para validação da autenticidade de imagens.

    Pesquisador na Empresa de Pernambuco (PEPE) – Lançado em 2014, o programa tem o objetivo de inserir os pesquisadores mestres e doutores nas empresas do Estado.

    Leia Mais
  • Espaço Ciência comemora Semana Estadual de Energia com programação especial

    30 maio 2016
    695 Views
    Comments are off for this post

    De 30 de maio a 01 de junho, o Espaço Ciência participará da Semana da Energia.  As atividades serão distribuídas no momento da chegada dos grupos, de acordo com disponibilidade e nível de cada grupo. A visita é gratuita e grupos acima de 15 pessoas terão que agendar por telefone (81) 3241-3226.

    Além dos experimentos interativos e oficinas promovidas pela equipe do Espaço Ciência, a programação inclui a unidade móvel da Celpe que apresentará palestras sobre eficiência energética e distribuirá lâmpadas LED para os visitantes; atividades da Cooperativa PE Solar e o robô BIO da Compesa. O público também terá a oportunidade de conhecer o funcionamento dos carros elétricos do Projeto Porto Leve, do Porto Digital. O Espaço Ciência espera receber mais de 3 mil professores e estudantes pernambucanos durante os três dias do evento.

    O objetivo principal é sensibilizar a população sobre o uso consciente da energia e apresentar diversas formas para economizar e gerar energia de maneira sustentável e eficiente.

    O evento é realizado em parceria  com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Pernambuco – SDEC/PE, através da Secretaria Executiva de Energia – SEEN, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, Celpe, Cooperativa PE Solar, Compesa e Porto Digital.

    Programação de oficinas da Semana da Energia

    O LADO SOMBRIO DA ENERGIA

    O objetivo da atividade é mostrar de forma ilustrativa o lado negativo das principais fontes de energia e fazer uma reflexão sobre a própria definição de energia limpa e renovável. A temática será abordada por meio de uma exposição de imagens que contemplam tanto a energia renovável quanto a não renovável.

    A ORIGEM DO BUMERANGUE

    A oficina terá como objetivo principal construir um modelo funcional de bumerangue retornável e discutir um pouco sobre a física e a matemática aplicadas a esses instrumentos, além contribuir para que os participantes possam desenvolver uma atividade lúdica e de baixo custo.

    BIOSABER

    A oficina tem como o objetivo esclarecer aos participantes sobre a temática da biomassa e quais são suas principais matérias-primas, mostrando as vantagens e desvantagens de cada uma, inclusive as questões econômicas. Na oficina, nosso enfoque é a produção de cana-de-açúcar em combustível, o famoso biodiesel.

    CANHÃO DE GAUSS E O MUNDO DO ELETROMAGNETISMO

    Na oficina serão montados experimentos de baixo custo com o objetivo de desmistificar os principais conceitos do eletromagnetismo. A abordagem será de forma simples e dinâmica de forma que os estudantes possam inclusive desenvolver habilidades no manuseio de experimentos.

    ENERGIA SOLAR E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

    Essa oficina tem por objetivo despertar a curiosidade sobre o funcionamento e as aplicações da energia solar por meio com da demonstração de experimentos. Será abordado também a obsolescência programada, que é uma prática realizada pelo mercado de objetos eletrônicos onde os produtos independentemente do uso vêm de fábrica programados para deixarem de funcionar, garantindo assim a manutenção da demanda por parte dos usuários.

    MAREMOTRIZ: UMA ONDA DE ENERGIA

    Será mostrado nessa oficina um protótipo de conversão de energia mecânica em elétrica, será demonstrado com funciona a geração maremotriz, que pode funcionar de duas formas; ou com correntes marítimas, outra pelas marés. Servirá também como forma de difundir outro tipo de energia renovável ainda pouco conhecida no Brasil.

    PILHA CASEIRA

    Pilhas ou célula voltaicas são dispositivos que transformam energia química em energia elétrica por meio de um sistema apropriado e montado para aproveitar o fluxo de elétrons provenientes de uma reação química de oxirredução. Na atividade os participantes poderão montar vários modelos de pilhas de baixo custo, de forma dinâmica e interativa.

    SHOW DA ENERGIA

    A proposta da atividade será realizar várias interações com o público por meio de experimentos químicos relacionados com luz, com quimiluminescência e outros experimentos consagrados do museu e que sempre despertam o interesse daqueles que participam.

    A ENERGIA DENTRO DA TERRA

    É difícil falar em energia sem fazer algum tipo de associação com a energia que vem do Sol, no entanto, como se explica toda a atividade do núcleo da Terra, por que sabemos mais sobre a lua do que o próprio centro do nosso planeta, quanta energia há lá e como aproveitá-la? Os participantes dessa atividade poderão obter algumas dessas respostas.

    DE ONDE VEM A LUZ?

    A atividade se propõe a demonstrar de onde surgiu toda a energia que tem no universo, segundo as teorias mais aceitas pela ciência. Além de esclarecer a ideia da existência ou não de luz, no surgimento do universo, em sistemas como buracos negros, etc.

    O OUTRO LADO DO SOL

    O Sol é a estrela que fornecesse praticamente toda energia que tem na Terra, é o astro mais conhecido e estudado, dividindo as atenções com a Lua, mas assim como o nosso satélite natural tem seus segredos, há muita coisa sobre o sol que não sabemos, que não podemos realmente prever. Alguns desses mistérios serão desvendados nesta atividade.

    ROBÓTICA

    Uma das áreas do conhecimento mais fascinantes, sobretudo para os jovens, é a robótica. As contribuições da robótica para humanidade são tremendas, principalmente em situações extremas ou que requerem muita precisão no manuseio de um determinado objeto. Nesta atividade será demonstrado melhor como a robótica tem feito parte da história da humanidade.

    REPRESAS DE ENERGIA

    A matriz energética brasileira é altamente dependente da hidroeletricidade, que apesar de ser um tipo de energia considerada limpa e renovável, essa dependência tem nos ensinado que é algo ruim para o país, sobretudo quando vemos que claramente a política energética brasileira errou ao estabelecer essa dependência e continua errando ao aumentar ainda mais com obras com Belo Monte. Essa discussão será o tema principal desta atividade.

    Leia Mais
  • Missão da Coreia do Sul chega ao estado para prospectar investimentos na área de produção de fármacos

    26 maio 2016
    943 Views
    Comments are off for this post

     

    A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-PE) recebe a visita de delegação da Coreia do Sul para iniciar, em Pernambuco, projeto de colaboração de negócios na área de fármacos. A missão coreana, que chega ao Recife neste domingo (29/05), é composta por executivos do Korea Institute of Industrial Technology (KITECH/Korea), e da Well Corporation (WellCorp/Korea).

     

    A WellCorp é parceira do projeto SIST-FARMA, desenvolvido pelo Instituto Suely Galdino em conjunto com a Universidade Federal de Pernambuco e apoio da Secti e Facepe – Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco.

     

    Os coreanos visitarão a UFPE na segunda (30/05) e, na terça-feira (31/05), às 14 horas, participam de reunião na Secti, no bairro do Recife, onde conhecerão as oportunidades de investimentos em Pernambuco nas áreas de fármacos.

    O SIST-FARMA, que nasceu da iniciativa de pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco, tem apoio da Secti como uma das ações da secretaria para desenvolvimento de setores estratégicos, intensivos em inovação tecnológica. Segundo a secretária Lúcia Melo, a implantação de uma planta piloto no estado é uma oportunidade para atrair investimentos no setor farmacêutico, a partir da produção de insumos farmacêuticos ativos e prestação de serviços especializados.

     

    Uma das etapas do projeto é a formação de mão de obra especializada para indústria farmacoquímica. Sete pesquisadores pernambucanos já receberam treinamento em plantas multipropósitos na Suíça e na Coreia do Sul, aperfeiçoando competências tecnológicas para escalonamento de farmoquímicos, com foco na produção e na prestação de serviços especializados para indústria farmoquímica e farmacêutica.

     

    A WellCorp. é uma empresa coreana com Know How em engenharia de plantas pilotos multipropósitos e processos de síntese de farmoquímicos. A empresa possui colaboração com o Instituto Suely Galdino para internalização de competências de produção de farmoquímicos em território brasileiro.

     

    Leia Mais
  • Ciência Jovem leva dois projetos científicos ao México

    26 maio 2016
    766 Views
    Comments are off for this post

     

    De 30 de maio a 03 de junho, dois projetos científicos vencedores da Ciência Jovem, feira de ciências organizada pelo Espaço Ciência, serão apresentados na feira ESI-AMLAT na cidade de Mazatlán, no México, no Centro de Convenções do Mazatlán International Center.

    A ESI-AMLAT é uma feira de ciência e tecnologia, cujo objetivo é promover projetos científicos realizados por estudantes de instituições de nível básico, médio e superior, através de uma exposição, em um ambiente multicultural, permitindo também a participação de instituições que querem ajudar os jovens em seus projetos. A programação da feira incluirá visitas culturais e científicas, exposição de projetos, animação e conferências.

    De Jardim Brasil I para o México, a equipe composta pelo professor de geografia Ruy Parahyba e os estudantes Fagner Tayan e Luciano Gomes Júnior apresentarão o projeto “O geoprocessamento como ferramenta para compreender os alagamentos”. O trabalho propõe alternativas para evitar os constantes alagamentos no bairro de Jardim Brasil, em Olinda. “A expectativa dos alunos está a melhor possível. Estamos muito felizes em representar a escola pública em uma das maiores feiras do mundo, a ESI-AMLAT”, destacou o professor.

    “Graças à Ciência Jovem passei a aprender a importância da pesquisa. Comecei a ter uma visão crítica em relação a tudo e a ter mais responsabilidade”, afirmou o estudante Fagner Tayan.

    A inspiração para a realização do trabalho foi a EREM Desembargador Renato Fonseca, escola onde o grupo estuda. Inicialmente os estudantes mapearam as áreas próximas da escola, identificaram os pontos críticos e as causas de alagamentos e sugeriram ações para diminuir os alagamentos.

    Uma vez por mês o grupo realiza um trabalho de conscientização e educação ambiental. “Não conseguimos desassorear as lagoas, mas nossa parte está sendo feita. Os alunos foram para sala de aula para apresentar o projeto para outros jovens e também conscientizam a população a não jogar lixo na rua”, explicou o professor.

    O professor Ruy também destacou os benefícios conquistados depois de participar da Ciência Jovem. “A bolsa de iniciação científica do CNPq e o curso de espanhol do Instituto Cervantes fez a diferença na vida deles. No México eles estarão prontos para apresentar o trabalho em espanhol”.

    Outro projeto vencedor da Ciência Jovem “Dispositivo auxiliar de monitoramento da aceleração em coletivos” também será apresentado na ESI-AMLAT. O trabalho foi   desenvolvido pelo professor Sebastião Carneiro e os estudantes João Paulo Dias e Bruno Aguiar, do Centro de Ensino Médio 02 do Gama, Distrito Federal. O projeto tem como foco a construção e teste de um dispositivo utilizando o sensor de aceleração do arduino para auxiliar os condutores e usuários de coletivos a avaliarem o nível de conforto das linhas que ligam cidade do Gama-DF e as cidades do Entorno Sul do Distrito Federal.

    Todos os custos de passagens aéreas, hospedagem e alimentação foram pagos por meio de projeto enviado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.

    Mais Informações

    http://esi-amlat2016.milset.org/

    Leia Mais
  • Secti visita Autarquias de Ensino de Serra Talha e Afogados da Ingazeira

    23 maio 2016
    529 Views
    Comments are off for this post

    Equipe técnica da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação visitou, entre os dias 04 e 06 de maio, as Autarquias de Serra Talhada e Afogados da Ingazeira. Foram realizadas reuniões com as Presidentes das Autarquias e das Comissões Locais de Avaliação CLA’s apoiadas pelos responsáveis das áreas financeiras. Glória Cavalcanti, técnica do Programa Universidade para Todos – Proupe, e Graça Mulatinho, analista financeira da Secti, representaram a Secti no encontro com os gestores das Autarquias.

    As visitas tiveram como objetivo a “Implantação dos Controles para Prestação de Contas do PROUPE”. Na ocasião, foi entregue o “Procedimento Operacional Padrão” – POP, formalizando a “Elaboração e Apresentação da Prestação de Contas do PROUPE”, documento que registra o passo a passo das atividades que envolvem esse processo. Todas as Autarquias de Ensino serão visitadas até o final deste ano.

    Na reunião em Serra Talhada e Afogados da Ingazeira, o documento foi lido, discutido e apreciado pelas equipes das Autarquias e atenção especial foi dirigida para os pontos a seguir:

    1. Importância do processo de Prestação de Contas com foco nas ações de controle visando a boa e regular aplicação dos recursos públicos;
    2. Contrapartida Financeira: melhor compreensão sobre a competência da despesa e preferência de investimento na qualificação do docente;
    3. Revisão na contagem das bolsas para evitar erros frequentes;
    4. Reprodução do processo de prestação de contas para arquivo da Autarquia;
    5. Contrapartida Educativa: preenchimento adequado do formulário de “Consolidação dos Projetos”; apreciação do quantitativo de bolsistas em atividade, em relação ao número total de beneficiários do programa.

    Participantes da Autarquia de Serra Talhada

    Presidente da Autarquia: Eliane Cordeiro

    Presidente da CLA: Maria do Socorro Silva

    Setor Financeiro: Keyla Barreto e Patrícia Vieira

     

    Participantes da Autarquia de Afogados da Ingazeira

    Presidente da Autarquia: Maria do Socorro Dias M. Pessoa

    Presidente da CLA: Lucia Maria de Queiroz Campos

     

     

    Leia Mais